Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Nedjem
Esforçado
Esforçado
Feminino Número de Mensagens : 826
Reputação : 0
Data de inscrição : 22/11/2008
Localização : São Paulo - S.P.

Iatros Empty Iatros

em Sex Nov 28 2008, 05:05
Nome: Iatros (iatros com i)

Idade: Indeterminada.

História: Existe um lugar, um continente distante onde rios cristalinos rasgavam altas montanhas rochosas em direção a vales férteis, e grandes planícies se estendiam por quilômetros até o mar. A terra era abençoada também pelo clima que propiciava colheitas abundantes. Lá uma próspera cidade se desenvolveu aos pés de um vulcão extinto. Naquela terra, era cultuado um Deus denominado Kesler, no entanto ele era um demônio, e sua existência era dedicada a criar sofrimento e discórdia entre os homens daquela cidade. Por centenas de anos ele enganou aquele povo. Ele concedia pedidos em troca de favores, geralmente à aqueles sedentos de poder ou egoístas e seus pedidos sempre resultavam em dor e desgraça, Kesler era muito astuto poucos percebiam isso e ele permaneceu cultuado como um Deus benevolente.
Dois Clãs rivais disputavam o controle da cidade e a disputa entre os dois era intensificada pela ação do demônio. Certa vez o chefe de um dos clãs pediu a Kesler que a criança que sua esposa estava esperando fosse um guerreiro imbatível, o demônio concedeu o pedido. Ardiloso Kesler concedeu o mesmo pedido ao chefe do clã oposto. Naquele ano nasceram Sevor e Elana as duas crianças foram impregnadas com e essência do Demônio com resistência sobre-humana e se tornaram grandes guerreiros e líderes dos seus clãs. Numa batalha eles ficaram finalmente frente a frente a se atracaram numa luta. Sob o olhar atônito dos guerreiros dos dois clãs eles duelaram por um dia inteiro. Testemunhas contaram que as lâminas de suas espadas à noite ficaram como brasas como se o aço se aquecesse com os incessantes golpes. As espadas se partiram e eles iniciaram um duelo corpo a corpo, ainda assim ninguém parecia estar em vantagem, embora ambos já estivessem bastante cansados. Num impasse eles estavam frente a frente cada um segurando o punho direito do outro que segurava um punhal. Cara a cara olharam se fixamente por vários minutos em silencio... e se beijaram. Sevor e Elana se apaixonaram durante a luta.
Eles se uniram e tomaram o controle da cidade, eles tinham o espírito do demônio com eles e se tornaram tiranos, cruéis e injustos com o povo, oprimindo seus próprios clãs e ampliando o culto a Kesler. Exigiam celebrações e sacrifícios humanos a Kesler. O povo começou a se revoltar contra o casal de tiranos e o Deus deles.
Tramaram uma revolução, mas sabiam que um ataque direto aos dois seria infrutífero. Conseguiram infiltrar no palácio um espião, Quironte Iatros um jovem médico que auxiliou Elana no parto de sua filha e conquistou a confiança deles. No momento oportuno ele envenenou o casal e abriu as portas do castelo para a população revoltosa. O espião era de uma família tradicional de médicos, ele era um homem pacífico e seu papel na noite do ataque o fez sentir-se trair seu juramento. No meio da confusão ele tomou a filha de Elana, um bebê de poucos dias de vida e resolveu salvar a criança em segredo, pois sabia que eles iriam matar a criança se a encontrassem. Aqueles que invadiram o palácio mataram o casal de tiranos que agonizava assim como todos os seus seguidores e incendiaram o lugar, acreditavam que a criança havia morrido lá. A população também destruiu os templos de Kesler e o culto a ele foi proibido.
Descontente Kesler decidiu destruir a cidade.
Quironte tinha uma irmã Keila a quem contou sobre a criança, ela também achava que a criança era inocente e ambos a criaram como se fosse sua irmã mais nova. Os pais de Quironte e Keila estavam fora da cidade há mais de dois anos e faleceram num acidente recentemente e eles simularam que a irmã mais nova Kea havia escapado do acidente que vitimou seus pais.
Para o demônio essa criança seria o meio pelo qual ele conseguiria destruir a cidade. Ela reunia a força e resistência herdadas de ambos os pais, o corpo perfeito para materializar seu plano.
Quironte criou Kea para ser médica como era tradição na família. Kea mostrava grande aptidão para a magia de curar superando em muito seus irmãos de criação e era habilidosa com ervas e poções, mas também tinha um espírito inquieto e gostava de atividades físicas e especialmente de lutar com sua Katana um presente de seu tio. Quírion via nela a sombra dos pais e sempre tentava afastá-la desse caminho.
Aos vinte anos Kea estava fora da cidade quando o demônio enlouqueceu Keila e a fez contar a verdade sobre sua irmã mais nova. Os líderes da cidade se reuniram e puniram com a morte os dois irmãos apesar do papel fundamental que Quironte teve para derrubar os tiranos. Eles temiam que a filha tivesse os poderes dos pais e pudesse vingá-los se viesse a descobrir a verdade. Esperavam a volta de Kea para matá-la também.
No caminho para a cidade um servo leal de Quírion interceptou Kea e contou que seu irmão e irmã foram mortos e a aconselhou a fugir. Ela tomada de ódio disparou em direção a cidade parando apenas diante dos corpos enforcados em praça pública já em início de decomposição. Ela se aproximou do irmão segurando-lhe a mão retirou o anel dele, símbolo de sua profissão. Os guerreiros da cidade se reuniram a volta dela para matá-la. Ela desembainhou sua Katana e gritava querendo saber por que tinham feito aquilo. Eles travaram uma luta desigual. O demônio interveio e conseguiu ajuda-la a fugir para as montanhas. Ele fingiu passar-se por amigo de Quironte e disse a ela que se ela estava disposta a fazer um sacrifício ele poderia dar a ela condições de vingar a morte dos irmãos. Ela naquele momento estava cega de ódio e sequer perguntou qual seria o sacrifício. Ela daria a vida para destruir os assassinos de seus irmãos e aceitou.

Kesler removeu do corpo de Kea sua alma. Invocou o espírito de um Dragão e este incorporou-se nela. Por ter a força e resistência de seus pais ela sobreviveu a fusão e o Dragão se materializou, então ela tomada pelo espírito do Dragão e o demônio, juntos, despertaram o vulcão e sem qualquer aviso ele entrou em erupção e destruiu completamente a cidade. Nenhum homem ou animal sobreviveu. Nenhum prédio ficou de pé, tudo foi queimado ou coberto por lava e cinzas. Nenhum registro da cidade restou.

Kea acordou confusa e exausta. Deitada nua na areia da praia levantou a cabeça, era noite e viu ao longe o fulgor rubro da lava que cobria a cidade. Ela não entendia o que estava acontecendo até que Kesler apareceu ao seu lado. Ela reconheceu a forma do deus cujo culto fora banido da cidade quando ela era ainda uma criança. Ajoelhado ao seu lado ele entregou a ela uma capa para que se cobrisse e contou que ela era filha dos guerreiros implacáveis traídos por aquele que a criou como irmã. Contou que a utilizou para materializar o Dragão que despertou o vulcão e que já havia se defeito da criatura. Contou que para fazer isso ele a fez quase imortal, ela não mais envelheceria e sempre se recuperará de suas feridas, mas poderia ser morta se lhe cortassem a cabeça. Ela perguntou porque ele fez tudo aquilo e ele respondeu que aquela cidade já não lhe servia mais e logo outros homens viriam reconstruir outra cidade pois a terra era boa, e ele poderia voltar a seu cultuado como Deus. Vingou-se daqueles que o desprezaram e permitiu que ela pudesse vingar a morte tanto dos pais quanto daqueles que julgava irmãos. Ela se desesperou, não era isso que queria, queria vingança, mas não contra toda a cidade. Todos que ela conhecia haviam morrido, parentes, vizinhos, amigos, pessoas inocentes, e ela se sentia culpada. Ela sempre foi ensinada a valorizar e respeitar a vida, ela curava e não destruía. Kesler falou que ela estava enganada, que ela era guerreira como seus pais e que ela sempre soube disso. Ele estendeu o braço e entregou a ela sua Katana com a outra mão jogou no chão à sua frente o anel de se irmão. Ela colocou o anel, pegou sua arma e perguntou porque ele a poupou. Kesler riu e disse que certas coisas na vida não têm graça se não forem compartilhadas. Kea se enfureceu desembainhou sua espada e tentou golpeá-lo. Ele segurou a lâmina com a mão, Kea gritou soltando a espada e olhando para a própria mão cortada. Kesler soltou a Katana olhando a própria mão que tinha um corte idêntico ao dela e se levantou.
-Para te tornar quase imortal tomei tua alma. Não tenho que me preocupar contigo por que terás vergonha de dizer aos outros que me ajudou a destruir a cidade. Não és forte o bastante para me destruir neste momento e mesmo se fosse não sabes como. Por fim tua alma esta aqui.
Ele pousou a mão ensangüentada no próprio peito.
-Se me matares morrerás também. “Pestis eram vivus, morriens tua mors ero”.


Personalidade: Introspectiva, fala pouco, desconfiada, não fala de seu passado, triste. Muito atenta a detalhes, curiosa, observadora e sempre alerta. Quando fixa uma meta a persegue compulsivamente. Embora não seja de muita conversa gosta de companhia e trabalha bem em equipe, principalmente quando isso é necessário para se alcançar um objetivo.

Aparência: Aparenta uma mulher comum de aproximadamente vinte anos. Alta magra com cabelos e olhos castanhos. Cabelos compridos até o meio das costas geralmente preso numa trança ou rabo de cavalo. Veste botas, calça e camisa pretas de mangas compridas. Tem no dedo médio direito o anel que foi de seu irmão.


Disponibilidade: Finais de semana. Finais de noite (das 23:00h as 00:00h)


Iatros Lvl 2 Hab 0
Clã Huo

EXP: 19
ExHab:0

HP Max: 135 HP.

MP Max: 55 MP.

*$$ Dinheiro disponível: 2025$

__________S T A T U S__________

Força:3 pontos

Defesa: 8 pontos

Inteligência: 4 pontos

Magia: 8 pontos

Agilidade: 10 pontos



Habilidades Especiais:

[b]Nocere[/b]: Kea Iatros desvirtuou a habilidade que lhe foi passada por Quírion Iatros, seu irmão de criação. Ela aprendeu com ele a habilidade de curar qualquer ferida e doença através da energia de seu corpo, mas passou a utiliza-la também como arma. Ainda está desenvolvendo está habilidade. No nível atual ela concentra sua energia na mão emitindo contra o adversário na forma de um feixe que é inisível e silencioso. Causa danos (necrose) nos tecidos corpo do adversário numa distância de até 15 metros restrito a um membro ou órgão interno que mirar. Se o oponente estiver imóvel e ela tiver contato físico com ele pode utilizar a habilidade de manipular a fisiologia do corpo para paralizar nervos, bloquear a circulação sanguínea, acelerando ou interrompendo qualquer função do organismo onde conseguir tocar.
MP: 3 Nivel: 1 Exp: 0

[b]
Evazão[/b]
Habilidade que possibilita uma evazão, agi + 2 ajudando a desviar de golpes mais localizados.
MP: 3

[b]
Habilidade de Clã:[/b]
ESTÁGIO 1 (Nível 1)
Capacidade de Invocar "criar" e ou manipular o fogo num perímetro de até 15 metros. Pode criar e arremessar fogo sob as mais diversas formas- MP :1 a 4.
Manipular chamas que estiverem no ambiente (apagar, reduzir e intensificar) MP :1.
Incendiar a distância apenas elementos que habitualmente são consumidos pelas chamas, como madeira, tecidos, palha, papel -MP:2.
Ainda não é imune ao fogo.

[b]Técnica de substituição[/b]:
para não ser atingido por algo, o usuário pode utilizar essa técnica, para trocar de lugar com um tronco e n receber dano
Preço: 50 $
preço de compra como Hab. 600 | Limite de vezes de uso: 4 | MP: 5

____________________________________________________________________
Itens:

2 Poções de Vida
2 Poções de Mana
1 Selo-Ex
1 Sino
10m de corda de aço
2 Gomas Nitro Celular
____________________________________________________________________
Armas

Katana (Inicial)
Exp: 0 Nv: 1
Uma Katana com sua lâmina característica, discretamente curva com a margem do fio ondulada. Empunhadeira negra com um entalhe de uma cobra enrolada num bastão. O fio da lâmina é embebido em veneno. Contra um oponente hígido o veneno é capaz apenas de infligir mais dor e temporariamente diminuir a força do membro atingido. Num oponente enfraquecido ou já ferido pode paralisar o membro atingido.

Status

Força: 4
Defesa: 2
Magia: 2
Agilidade: 4

5 Kunais
10 Shurikens

____________________________________________________________________
Histórico
__Vitórias __ Derrotas __ Empates__
____ 0 ________ 0 _______ 0 _____


Última edição por Nedjem em Dom Jan 10 2010, 19:29, editado 12 vez(es) (Razão : Compra de habilidade "Técnica de subastituição")
Etérnal Lee
Etérnal Lee
Médio
Médio
Masculino Número de Mensagens : 1031
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/10/2008

Iatros Empty Re: Iatros

em Qua Dez 03 2008, 19:33
Correta, Ficha aceita.

Pagamento de salário do trabalho no Hospital, cargo médica 30$$ pelas 7 semanas de trabalho (de 31 agosto a 18 de outubro)
total: + 210 com 300 da ficha = 510 $$ (18/10/08 by lee)
Pagamento de salário do trabalho no Hospital, cargo médica 30$$ pelas 7 semanas de trabalho (de 18 outubro a 6 de dezembro)
total: + 210 com 510 da ficha = 720 $$ (3/12/08 by lee)
Salario medica +30 by sess 11/12/08
Compra na casa do arsenal bélico 2 kunais e 5 shurikens= 25 (tinha 750 - 25 = 725) 01/02/09 by Lee
Compra na Loja de Magia: 2 Gomas Nitro Celular = 100 (tinha 725 - 100 = 625) 06/02/09 by Nedjem
Compra na loja de Itens : Poção de vida 20$ poção de mana 40$ Selo-Ex 50$ Sino 200$ (tinha 625$
ficou 315$) 07/03/09 by Sess
10/07/2009: + 5 Exp. (treinanento de Fenris Jack no clã Huo)

Salario no Hospital=30$ By Senryuu

Salario no Hospital=30$ By Senryuu(09/11/2009)

Salario no Hospital=30$ By Senryuu(15/11/2009)

Salario no Hospital=30$ By Senryuu(29/11/2009)

Compra de habilidade: "Técnica de substituição" (-600$) (10/01/2010)
Felgrand
Felgrand
Esforçado
Esforçado
Masculino Leão
Número de Mensagens : 560
Reputação : 3
Idade : 29
Data de inscrição : 22/11/2008
Localização : Station

Iatros Empty Re: Iatros

em Ter Out 27 2009, 12:23
Salario atualizado,(27/10/2009).

________________________________

Eu boto uma imagem aqui quando os Hosts n fuderem com a qualidade delas.

RPG Comanda

E o Ice é gay
Conteúdo patrocinado

Iatros Empty Re: Iatros

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum